Jornalista Fernanda. Mas pode chamar de Geógrafa :)

Foi a viagem mais doida da minha vida. Na segunda-feira, 4 de julho, embarquei a noite para Portugal no voo TAP Porto Alegre – Lisboa. O voo saiu com mais de uma hora de atraso. Quando cheguei a Lisboa, estava a 20 minutos da partida do meu próximo voo, que ia para meu destino final, o Porto. Mal sai e já avistei o atendimento de terra da TAP: “Menina, tenho voo agora e olha o tamanho da fila da aduana! O que eu faço?”. A atendente da TAP me olhou e disse calmamente: “Corre!”.

Sim. Eu corri. E corri muito! Furei a fila na frente de 300 pessoas. Algumas me xingaram, outras puxavam pelo braço. Mas eu tinha um objetivo e apenas 20 minutos. O senhor da aduana foi super simpático. Mal fez perguntas e já carimbou meu passaporte. Depois passei pelo raio-x, subi umas escadinhas, virei a esquerda e mirei o portão 12.

Eu mal conseguia falar, e o atendente da TAP queria saber onde estavam as outras oito pessoas que vieram no mesmo voo que eu de Porto Alegre e deveriam embarcar agora para o Porto. “Olha (respira), eu tava (esbafora) correndo sozinha e (respira fuuuundo) não vi ninguém atrás de mim”. Então ele me acompanhou até o autocarro que leva os passageiros nacionais ao avião. Ali estavam umas 40 pessoas sentadas me esperando. Pensei comigo: “Hoje é meu dia de fazer inimizades”.

Um moço muito simpático me ofereceu água. Eu estava completamente suada, cansada e com dificuldades para respirar – não sou nenhuma atleta e não pratico esportes… só podia me ralar com a corridinha básica que fiz. Enfim, embarquei e procurei relaxar – e também fiz amizades com as pessoas que sentaram ao meu redor no avião (não podia deixar de ‘ser Fernanda’ mesmo estando a morrrer hehe).

Cheguei ao Porto pouco após o meio-dia de terça-feira, 5 de julho (horário local, ou seja, 4 horas na frente do brasileiro durante o verão europeu). Não cumpri minha promessa de beijar e lamber o chão do aeroporto quando chegasse, pois a TAP fez o favor de perder minhas malas e eu estava um bocadinho estressada. Felicidade mesmo só na hora que eu vi meu namorado (ohhh que fofo!!).

O Porto continua o mesmo. O Piolho ainda é o point, a cerveja é mais barata nas noites de quarta-feira no Adega Leonor, o verão continua uma delicinha, os gunas ainda estão lá assim como as cotas lol A Padaria Ribeiro ainda une o bom ao barato, a Zara da Santa Catarina reabriu e está mais bonita (em compesação, a do shopping Via Catarina fechou), a Cedofeita mantem sua simpatia e o pessoal do SEF continua antipático. Enfim, tudo está bem direitinho do jeito que eu deixei no dia 26 de janeiro🙂

Para provar que estive lá: Tarde de sol na esplanada do Piolho em frente a Reitoria da UP

A viagem foi rápida e mais do que cansativa. Foram três dias de correria para organizar coisas, vender coisas e doar coisas – quer uma dica? Não acumule coisas! Fiz meu exame de Geografia Humana de Portugal na faculdade e, adivinha só?!?! Passei lol Aprovação também em Seminário de Projecto II, com a nota 18 (meu, 18 é uma BAITA nota!). Modéstia a parte, o trabalho ficou tão gracinha que merecia esse notão. “O Fortalecimento da identidade europeia através do Programa Erasmus” é meu orgulho atual🙂 E eu, além de Jornalista, agora também sou Geógrafa licenciada pela Universidade do Porto (chic demais!).

Conclusão da ópera? 1. Pseudo-festinha-de-despedida no hostel que eu trabalhava, o Oporto Invictus Hostel na noite de sexta-feira. 2. Voo às 5 da matina de sábado, 9 de julho. 3. Malas quebradas pelo pessoal super delicado da TAP no aeroporto Salgado Filho no mesmo sábado, só que às 18h (horário local brasileiro). 4. Viagem de trabalho no domingo, 10 de julho, para São Paulo (sim, agora vivo cá temporariamente). 5. O final de semana é amanhã e eu vou dormirEEE finalmente lol

2 comentários

Filed under Porto

2 responses to “Jornalista Fernanda. Mas pode chamar de Geógrafa :)

  1. Krystal

    Que chiqueeee! Agora tenho uma amiga jornalista e geógrafa! I’m sooo proud of you! Parabéns, cabeção!
    Beeeeijos

  2. Alice Soares

    Esqueces-te de mencionar que passaste ainda por minha casa! Quando ao titulo de Geógrafa não me admira pois tu por onde passa” exploras” tudo ao promenor.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s