Fernanda Pugliero é convidada especial em palestra na Universidade do Porto

A manchete seria quase essa. Quase porque a palestra foi para colegas de faculdade em uma apresentação de trabalho de grupo da discplina de Geografia dos Grandes Espaços Mundiais. Ou seja, ninguém foi me assistir porque queria, mas sim porque um dos grupos me convidou para falar cinco minutinhos sobre as favelas do Rio de Janeiro.

Foi pena não fotografar. Pela primeira vez na História da minha vida alguém me convida para falar sobre um tema só porque acha que eu entendo mais sobre isso do que qualquer outro conhecido – considerando que a comunidade acadêmica da Universidade do Porto peca por não se aproximar de profissionais especialistas em suas áreas de estudo.

Por ser brasileira e estar a fácil acesso – a maioria dos que fazem essa disciplina são ou já foram meu colegas – lá fui eu! Comecei falando que o problema central das favelas do Rio de Janeiro está no fato de conseguirmos vê-las. As favelas (ou vilas) de Porto Alegre ficam ”escondidas” na áreas suburbanas. É claro que há vilas em meio à cidade, a Vila Ipiranga é um exmeplo disso, pois até mesmo fica próxima ao Iguatemi e à Nilo Peçanha, zonas nobres da cidade. Porém, as condições de vida lá são bem diferentes. Ninguém vive em barracos na enconsta do morro, sem luz elétrica ou acesso a saneamento básico.

Disse também que favela não é sinônimo de violência. Não é em todas que o tráfico de drogas e armas é pesado. O componente comum entre elas é a discrimação social. O Complexo do Alemão e sua recente invasão por parte da polícia foi manchete no mundo todo. Como português adora uma noticiazinha sobre a pobreza brasileira, por cá houve muito comentário acerca disso. Falei sobre o trabalho do BOPE e, é claro, citei “Tropa de Elite” 1 e 2. Acho que ambos os filmes resumem bem o problema das drogas, relacionado com o consume das classes mais ricas e a venda por parte dos traficantes, ou seja, da classe mais pobre – se bem que a casa do “dono” do Complexo do Alemão não está nada mal… até sauna tem! “Tropa de Elite 2” ainda aborda o problema das milícias. Além disso, ambos tratam da corrupção por parte da polícia e do governo. Sem resolver isso, não temos muito para onde evoluir.

Os colegas perguntaram sobre soluções. Olha, na minha opinião, se encontrar uma solução efetiva fosse fácil e simples, essa já teria sido aplicada. Porém, não é “o” problema das favelas. São inúmeros fatores físicos, humanos e estruturais envolvidos. A sociedade precisa mudar a mentalidade, o governo precisa agir e as pessoas precisam querer prosperar com melhores condições de vida.

Eu queria mesmo era ter fotografado minha palestra 😛

Anúncios

1 Comentário

Filed under Brasil, Vida Portuguesa

One response to “Fernanda Pugliero é convidada especial em palestra na Universidade do Porto

  1. Acho que o assunto pobreza é e será sempre um assunto sensível de cada país e não me parece que Portugal tenha um especial fascínio pela ‘miséria brasileira’. Na verdade, enquanto o resto do mundo sempre revelou uma postura ‘Leni Riefenstahliana’ face o Brasil – focando-se nas favelas, samba, corrupção e violência, os portugueses sempre foram mais longe em termos de interesse: veja-se o amplo conhecimento que se tem a nível literário, musical e televisivo – encarados como factores extremamente positivos. Até a nível de investimento, Portugal nunca teve preconceito em investir no Brasil o que podia. E o que se obteve em troca? Sobretudo piadas de e para ignorantes. É chocante que 200 anos depois da independência, os portugueses sejam os culpados de todo o mal do Brasil. Mas do bom não…nem o facto de ser o país sul americano com uma maior extensão territorial – o factor essencial no desenvolvimento contemporâneo brasileiro. Enfim…
    Saudades do Porto! Bons posts!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s