A memória de Dona Vera

Dona Vera sempre lembra das datas comemorativas, feriados e aniversários familiares. É tão real quando lembro dela falando logo no café da manhã: “Hoje é aniversário do primo tal” ou “Domingo é dia dos pais, já comprou o presente pro teu?”. Parece que escuto sua voz anunciando o feriadão de Páscoa ou que na próxima sexta-feira alguma tia fará anos.

Dona Vera é minha mãe. Apesar de achar que amendoím faz mal, se fosse um animal, seria um elefante. Dizem por aí que os elefantes tem boa memória. Ela tem melhor!

Enquanto no Brasil, aproveitava-me dos conhecimentos “dativos” de minha mãe para saber quais os próximos feriados escolares e dias de festa. Em Portugal, tento me atualizar via publicidade que vejo na rua ou sites de Internet. Apesar de ser fã de ler jornal, não tenho o costume de comprá-lo por aqui. Às vezes leio na bliblioteca, mas parece não ser suficiente para sacar esse tipo de informação. Televisão é algo que já não me pertence, e em rádio só ouço música. Os sites de notícia portugueses só não são nulos porque existe uma meia dúzia deles. As edições onlines dos jornais maiores até que são boas, e ainda dá pra pegar alguns jornais gratuitos que distribuem por aí, como o Metro, Destak ou Global.

Enfim, com a mãe longe, acabo sabendo de feriados e comemorações por osmose. Até porque certas datas festivas têm data diferente aqui, como o Dia dos Namorados (14 de fevereiro), por exemplo. Sinto que o Dia das Mães está próximo, pois vi alguma publicidade sobre isso essa semana, mas nem sei quando é (e também não importa muito, pois Dona Vera está além-mar). Em 22 de abril não foi feriado, mas três dias depois foi. Em 25 de abril comemorou-se o fim da ditadura por aqui, enquanto o Brasil celebrava a Inconfidência Mineira (e teve gente me perguntando se era feriado porque descobriram o Brasil em 1500…).

Primeiro de maio é feriado universal, mas no dia seguinte, Portugal universitária pára por uma semana. A Queima das Fitas, maior evento universitário português, ocorre no Porto até o dia nove de maio. Aliás, quase toda cidade maiorzinha em Portugal tem sua própria edição.

Obviamente, Natal e Ano Novo seguem a rotina. Páscoa é igual em todo o mundo cristão. Destaque para a mega festa de São João que acontece em Europa. Portugal inteira sai às ruas para comemorar o início do verão na noite de 23 de junho. É uma das coisas mais espetaculares que já vi.

Sobre as comemorações familiares, só lembro das mais importantes. Aniversário de pai, mãe e irmã. Admito que também sei a data de nascimento do meu cachorro Suky: Foi em primeiro de novembro! Dos outros parentes, ora lembro do mês, ora minha mãe atualiza-me via Skype. Filha de elefante nem sempre elefantinha é!

3 comentários

Filed under Vida Portuguesa

3 responses to “A memória de Dona Vera

  1. O feriado do Brasil foi dia 21! Tiradentes

    No dia do Descobrimento do Brasil não aocntece nada por lá.

    Ah.. Dia das mães por aqui é no “1º domingo de maio” no Brasil é no segundo🙂

    Lembra de ligar para a D. Vera!

  2. @thiagoff

    Aff… super sofro tb pra lembrar de alguns aniversários. Minha família é enoorme e não dá pra lembrar tudo, neh?

  3. Dentinho

    Bom, eu ia dar uma de chato, mas já te corrigiram antes… hehehe
    Queisso, vc teve tanto contato com mineiros e principalmente “ouropretanos” e confundiu a data do feriado de Tiradentes?
    (Só pra ser chato, hahahahahaha)😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s