Guimarães, Débora e a máquina-cachorrinho-de-café

Eu falo que era loira quando cheguei e dizem que sou louca. Tudo bem. Tá aí a foto pra provar. Aliás, foto que, diga-se de passagem, dona Débora ficou me devendo por um bom tempo. Tive que chantageá-la: “Se tu não me dá as fotos de Guimarães que tiramos em março, não te dou as fotos do almoço de domingo passado”. Troca injusta. Amiga é pra essas coisas.

A long long time ago, em Guimarães

Enfim, depois de um ano cobrando as tais fotos, eis que Débora passa-as a mim. Fiquei feliz. Foto é bom pra quem tem memória fraca. Não que seja o meu caso, mas prefiro guardá-las… vai que quando eu tiver 80 anos quero contar pros netos do tempo que vivi em Portugal. We never know, baby.

Conheci a Débora por causa dos amigos da famosa República Sempre Cabe +1. Ela era “aquela menina que tem cidadania portuguesa e compra as passagens da Ryanair sem taxa no cartão”. Foi ela que viajou com o Pé para o leste. Ela que morava nos conjugados do metro da Lapa e depois tornou-se nossa vizinha na Praça Coronel Pacheco.

Pelo que eu me lembro, meu primeiro passeio de amiga com a Débora foi no Norte Shopping. No verão, a gente literalmente sobrou aqui no Porto e daí começamos a nos falar mais. Antes, erámos apenas amiga dos amigos. Ela pediu para conhecer o apartamento que eu morava, pois queria alugá-lo para o semestre seguinte. Trocamos alguns telefonemas por conta disso. Ela até levou remédio pra gripe em um dia que eu estava mesmo doente. Acabou que não rolou de alugar meu antigo apê. Ainda bem! Viramos vizinhas de andar 🙂

A Débora me ensinou que o certo é “Partiu Barô? ” e não “Barô, Partiu?” – ou seria o contrário?. Ela me emprestou o carro depois que minha carteira de motorista portuguesa ficou pronta – ok, na verdade eu apenas levei-a até a lavanderia, mas já valeu a banda. A Débs é a menina-madame mais reclamona que eu conheço. Diga-se de passagem, às vezes ela tem razão: “Eu quero ser ma-da-me!”, diz ela. E quem não quer?

A Dé trouxe mercadorias para mim do Brasil. Por duas vezes. Ela me fez matar aula e ir a Gaia comprar uma bota cara. Ok, na verdade, ela me deu carona até o fim do mundo em Gaia para eu comprar uma bota pela qual estava apaixonada – mas mesmo assim eu matei aula…

Ela é dona e proprietária da máquina-cachorrinho-de-café e isso já seria motivo suficiente para gostar dela. Se ela cobrasse, eu estaria fa-li-da! Adora uma loja de pijamas: “Ai, Fê…”, repete e volta a repetir quando eu digo “Ah não, de novo comprando pijama?”. Tudo bem que ela sempre inventa uma desculpa convincente: “É pra minha irmã” – antes da Carol chegar ao Porto; “É pra minha mãe” – agora que a Carol mora aqui… Enfim, a verdade é que ela é responsável por pelo menos 50% do lucro angariado pela Oysho ou Woman Secrets mensalmente. Especialmente a filial do Norte Shopping. 

Permito-me dizer que vou sentir falta da menina que nunca sabe o preço das coisas. Vou ter saudades de histórias como a do travesseirinho que ela fez a mãe enviar do Rio de Janeiro: “Ai Fê, eu não ia achar um igual aqui”. Quem eu vou mandar esconder a caixa de doces da Padaria Ribeira?: “Olha que a Kelly vai xingar se ver” – ou se ler isso… Quem eu vou mandar estudar, pegar no pé e duvidar?

Vou perder minha personal-indicator-para-comprar-porcarias – mas pelo menos, dizem por aí, que a máquina de café fica em território português. Vai ser triste se despedir de uma amiga. Eu sei que ela volta. Ela nos visitará. Mas eu juro que queria ouvir os resmungos da Débora diariamente. Vou olhar para a agenda do celular no próximo sábado e tentar discar “Débora”… vai ser mais do que triste ouvir “este número de telemóvel não está disponível ou encontra-se desligado”…

A caçula das irmãs Santos nos abandona na sexta-feira, 12 de fevereiro

Anúncios

2 comentários

Filed under Vida Portuguesa

2 responses to “Guimarães, Débora e a máquina-cachorrinho-de-café

  1. Débora

    Feeeerr !!!!!!!!!

    Como foi triste voltar !!!
    Mas já estou aceitando essa ideia … pelo menos nesse primeiro dia !!!!
    Obvio q saudades não vão parar de crescer, de vcs,
    da cidade .. e da minha maquina!!! hehehehe

    Uhulll !!!
    Arrasei nos acessos !!!!!!
    heheheh

    bjãooo

  2. Pingback: Linger | Vida Portuguesa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s