Muito porco!

A única coisa que não aguento mais em Portugal é carne de porco. Cansei de arumentar com minha mãe via Skype que, no país do bacalhau, porco é a carne mais barata e, por conta disso, a preferida dos estudantes intercambistas. Logo veio meu pai dizer: “Cuidado, tem que assar bem. Carne de porco é perigosa!”.

Sobre o perigo dos porquinhos assados eu não faço idéia. Fato é que sempre os acho passados demais. A carne fica com aspecto branco quando cozinhada, em especial a congelada comprada nos talhos portugueses e cortada beeeem fininha.

Porco, feijão e arroz pelo menos quatro vezes por semana!

Para falar a verdade, carne de vaca nem é tão caro assim. O quilo da picanha ronda os sete euros, mas paga-se menos, quando em promoção. O principal problema do frango é a sujeira. Às vezes encontra-se até resquícios de penas naquelas bandejinhas embaladas do supermercado. Compramos peru no natal, e ficou ótimo mesmo com o tempero inventado na última hora.

A especialidade portuguesa, o bacalhau, foi-me desmestificada hoje. A discussão começou com o tema “quem já viu uma cabeça de bacalhau?”. Enfim, a Débora, vizinha de andar, disse que fotografou com um na Noruega. Acontece que bacalhau não é um peixe, mas sim um nome genérico para certos peixes passíveis de serem salgados e secos. Aliás, devo acrescentar que o preço do quilo de bacalhau por aqui difere muito pouco do praticado no Brasil – pelo menos, conforme meus conhecimentos de quem nunca cozinhou por si só bacalhau…

Outro peixe famoso por essas bandas é a sardinha, especialmente em época de São João. Frita na brasa com pimentões verdes ou vermelhos que, aliás, são mais doces que os vendidos no Brasil. Apesar disso, devo acrescentar que, vergonhosamente, minha comida preferida são congelados. Aqui tem um tanto de tipo, e são super baratos. É lasanha, bacalhau com natas, a braz, caneloni, pizza de tudo quanto é sabor, etc e etc.

Ok, prometo não falar mais sobre comida. Pelo menos até o fim desta semana… 😛

Anúncios

2 comentários

Filed under Vida Portuguesa

2 responses to “Muito porco!

  1. Filipe

    O problema da carne de porco crua ou mal cozida é a contaminação por um parasita chamado Taenia solium… A famosa “Tênia” ou “Solitária”… O porco ingere o ovo de tênia comendo algo contaminado por fezes humanas e adquire uma doença chamada cisticercose. Se a pessoa ingerir a carne de um porco com essa doença desenolverá o verme no intestino…. Se for só isso, beleza… Toma um vermífugo que passa…. O problema é se o ser humano ingerir diretamente o ovo, aí ele que desenvolverá a cisticercose… Podendo esta ser branda ou a chamada neurocisticercose. Na linguagem popular falam que o “verme foi pro cérebro”, mas na verdade não é o verme e sim uma fase embrionária intermediária…. A neurocisticercose pode gerar desde distúrbios comportamentais e convulsões, até um tipo de meningite e morte. Aí está o perigo de ter o verme oriundo da carne, já que como o humano adquire cisticercose através de contaminação de origem fecal humana, ele pode se autoinfectar devido aos ovos largados pelo verme do seu intestino…. O humano também pode adquirir a cisticercose ingerindo frutas e verduras cruas contaminadas por fezes de humanos parasitados…

    Espero ter sido claro… Hehehehe
    Bejoo Fe

  2. alice

    nossa,nunca mais como carne de porco.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s