Pai Natal

Natal no frio é, no mínimo, uma experiência diferente. Vestidos curtos, suor no rosto – que estraga a maquiagem, blérgh! – e biquini para o banho de piscina pós ceia não acontecerão em 2009. Talvez role até uma nevezinha básica. Há grande possibilidade de fotografar com termômetros negativos como paisagem. Na minha cabeça, tudo isso é cena de filme. Daqueles que eu via quando criança na Sessão da Tarde em época natalina. Jingle Bells com floquinhos brancos, árvores de folhas amareladas com luzes brancas piscantes e o Pai Natal com roupa apropriada para a estação: Gorro, luvas e botas!

Em Portugal, o Papai Noel chama-se Pai Natal. Um tanto quanto esquisito, mas eu acho engraçado. O velhinho é o mesmo do Brasil, com barba branca e ho-ho-ho, a diferença é que ele deve se sentir um pouco mais confortável por essas bandas do norte em dezembro. A primeira vez que ouvi dizerem “Pai Natal” foi em abril. Confesso que ri um bocado e, em um primeiro momento, não percebi do que estavam falando. Mas é um nome giro, e acostuma.

Além das ruas decoradas, gosto de observar o comportamento natalino europeu. O norte da publicidade da Worten, loja que vende eletrônico por aqui, é as férias do Pai Natal. Ele aparece de calções e blusa regata nos impressos e outdoors. Não tive a oportunidade de ouvir o spot de rádio ou ver o da tv, mas acho que deve seguir a mesma linha. A loja fez um site só para a época, que vale a pena conferir. Dá para enviar pedidos de Natal para outras pessoas, já que o Papai Noel pretende passar as festas de final-de-ano em algum lugar quentinho. Ele também envia cartões postais, todos com destinos no hemisfério sul – o Brasil não poderia faltar, é claro.

Traje apropriado para o Natal brasileiro 😀

Os shoppings também armaram suas árvores e penduraram umas guirlandas, um tanto quanto de gosto duvidável. Sinto falta dos caminhões da Coca-Cola, que eu não sei se transitam pelas ruas daqui – pelo menos, até agora, nada deles!. Ninguém comem panetone. Tem um negócio chamado Bolo-rei, que ainda não tive a oportunidade de experimentar. Aliás, sempre que eu falo em panetone me dizem assim: “É aquela comida italiana?”. Acho que o panetone surgiu na Itália mesmo, mas me surpreende o fato dos portugueses ficarem assustados quando digo que consumimos isso também no Brasil.

As árvores natalinas nas casas só são feitas em dezembro. A da minha casa já está. A correria por compras não parece ser a mesma, mas ainda estamos na finalera de novembro, então pretendo esperar mais um pouco para tirar conclusões definitivas. Estou atenta à programação de Natal nas ruas e espero que haja alguma… Em Porto Alegre sempre tem, ora bolas! A Universidade marcou janta para os Erasmus, e a ESN vai fazer festa do tema. A noite do dia 24? Ainda não sei qual vai ser… mas isso não é difícil de se arrumar.

Anúncios

2 comentários

Filed under Uncategorized

2 responses to “Pai Natal

  1. Kel

    Em Aveiro o shopping está enfeitado bonitinho, e o gosto não é duvidoso 🙂 Ano passado em Braga o centro estavs uma gracinha.

    Passei o último ano na Itália, experiência bem diferente, mas esse ano não quero frio não! Quero sol, praia e churrasco 🙂

    Tomara que o Pai Natal lembre de nós 🙂

  2. Vitor Finkler

    Realmente, não tinha me dado conta de que aqui no Brasil o Papai Noel passaria um calor dos infernos com aquela roupa hehehe!
    Mais um traço da cultura européia apropriado pela América…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s